NOSSAS ÚLTIMAS NOTÍCIAS


25

abr

Sedentarismo: Dicas fáceis para combater esse mal e viver mais saudável

Sedentarismo: Dicas fáceis para combater esse mal e viver mais saudável

A Organização Mundial da Saúde (OMS) vem apontando o sedentarismo entre as principais causas de morte no planeta nos últimos anos. Os dados são alarmantes e mostram que 70% da população mundial mantém uma vida sedentária. Segundo as pesquisas, o sedentarismo está relacionado ao aumento do risco de morte por diversas doenças, sendo 54% por enfarte, 50% por acidentes vasculares cerebrais e 37% por câncer.

No Brasil, o Ministério da Saúde também alerta para os malefícios do sedentarismo e revela que mais de 65% na população brasileira não pratica atividades físicas regularmente. Esse mesmo levantamento evidencia um aumento significativo das condições patológicas como diabetes e obesidade, em diferentes grupos etários no território nacional, que podem estar relacionadas à falta de atividades físicas regulares.

Dentre os motivos que levam as pessoas a não se exercitarem estão a falta de interesse e a indisponibilidade de tempo. Para mudar essa realidade, o Dia Nacional de Combate ao Sedentarismo, que acontece em 10 de março, tem o objetivo de promover ações educativas e de conscientização sobre a importância da atividade física na melhoria da qualidade de vida e saúde.

Sendo o sedentarismo uma condição tão grave para a saúde, a falta de interesse por atividades físicas ou esportes, não deve ser motivo para correr tantos riscos de vida. Além disso, o tempo necessário para deixar de ser sedentário é bem menor do que se imagina. A NAUTILUZ quer ajudar você a se cuidar e, por isso, separamos algumas dicas que mostram que combater o sedentarismo não é tão difícil quanto parece e que já dá para começar a mudar isso agora:

 

É MUITO RÁPIDO!

A OMS recomenda para os adultos, na faixa de 18 a 64 anos, um mínimo de 150 minutos de atividade aeróbica moderada por semana. Isso significa, pouco mais de 20 minutos por dia. Se essa atividade for intensa e vigorosa, o tempo pode até diminuir para 75 minutos por semana, o que equivale a quase 11 minutos todos os dias.

 

NÃO PRECISA MORAR NA ACADEMIA!

Atividade física não é só musculação ou esportes de alta performance. Para sair do sedentarismo você pode simplesmente fazer atividades de lazer como dançar, caminhar, fazer jardinagem, brincar com as crianças ou dar uma volta de bicicleta. Realizar essas atividades com frequência e com intensidade moderada ou vigorosa já vai tirar você da zona sedentária de risco e garantir aquela sensação de bem-estar que ajudam até a melhorar o humor.

Já a recomendação da OMS de exercícios para o fortalecimento dos grandes grupos musculares é de 2 ou mais dias na semana. As modalidades esportivas são boas aliadas, proporcionando benefícios adicionais para a saúde e sendo excelentes para modelar o corpo, ganhar força, perder peso e melhorar o desempenho e condicionamento físico.

 

REGULARIDADE É MUITO IMPORTANTE

Não adianta se matar na academia um dia e no resto da semana não fazer mais nenhuma atividade. Sair do sedentarismo implica em estar em atividade regularmente. Por isso, mesmo que seja pouco tempo, procure praticar exercícios ao longo da semana, mantendo seu corpo sempre ativo.

 

COMBATER O SEDENTARISMO É RESPEITAR SEU CORPO

O sedentarismo é uma condição favorável ao adoecimento e não é coerente com a natureza humana. O corpo humano é dinâmico e está sempre pronto para a ação, para a construção e criação. Cada músculo, cada articulação, cada órgão demanda movimento em busca de vida e felicidade. Movimento é vida, por isso, diga não ao sedentarismo! Mexa-se!